Artigos

Prof. Dr. Juarez Antônio de Sousa
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
62 3524-6920 / 62 321-86188
Rua 95, 159, Setor Sul, Goiânia-Goiás – Brasil – 74.083-100


Dissecção Axilar vs Não dissecção em mulheres com câncer mamário invasivo e
metástase no linfonodo sentinela – Estudo clínico randomizado

Giuliano, AE; Hunt, KK; Ballman, KV; Beitsch, PD; Whitworth, PW; Blumencranz, PW; Leitch, AM; Saha, S; McCall, LM; Morrow, M.
JAMA, vol. 305 (6): 569-575


Contexto: A disssecção do linfonodo sentinela (SLND) identifica com preciso metástases nodais precoces de câncer de mama, mas não está claro se a dissecação nodal promove uma maior sobrevivência.

Objetivo: Determinar os efeitos da dissecção axilar completa (LAC) na sobrevida de pacientes com metástase de câncer de mama no linfonodo sentinela (LNS).

Design, Ambiente e pacientes: Colégio Americano de Cirurgiões Oncoplásticos, grupo de estudo Z0011, estudo de não- inferioridade fase 3, realizado em 115 locais e pacientes admitidas a partir de maio de 1999 a dezembro de 2004. As pacientes eram mulheres com câncer de mama clínicos T1-T2 invasivo, sem adenopatia palpável, e 1-2 SLNs contendo metástases identificadas por exame de congelação, toque ou fixação permanente em hematoxilina – eosina. O alvo do recrutamento era 1900 mulheres com análise final depois de 500 mortes, mas o estudo terminou precocemente devido a taxa de mortalidade ter sido inferior ao esperado.

Intervenções: Todas as pacientes foram submetidas à tumorectomia e irradiação tangencial da mama inteira. Aquelas com metástases SLN identificadas por SLND foram randomizados para submeter-se à ALND ou nenhum tratamento axilar adicional. Aquelas randomizados para ALND foram submetidas à dissecção de 10 ou mais nódulos. O tratamento sistêmico ficou a critério do médico assistente.

PRINCIPAIS RESULTADOS ENCONTRADOS: A sobrevida global foi principal ponto observado, com uma margem de risco não inferior a 1 e menor que 1,3, indicando que a SLND sozinha não é inferior à ALND. A sobrevida livre de doença foi um desfecho secundário.

Resultados: As características clínicas tumorais foram semelhantes entre as 445 pacientes randomizadas para ALND e 446 randomizadas para SLND sozinho. No entanto, o número médio de linfonodos removidos foi de 17 com ALND e 2 com SLND sozinha. Em um seguimento médio de 6,3 anos (último seguimento, 04 março de 2010), a taxa de sobrevida global em 5 anos foi de 91,8% (95% intervalo de confiança [IC], 89,1% -94,5%), com ALND e 92,5% ( 95% CI, 90,0% a 95,1%) com SLND sozinha. Já a taxa de sobrevida livre de doença em 5 anos foi de 82,2% (IC 95% 78,3% 86,3%) com ALND e 83,9% (95% CI, 80,2% -87,9%), com SLND sozinha. As taxas de risco relacionadas com o tratamento para a sobrevida global foram de 0,79 (90% CI, 0,56-1,11) sem ajuste e 0,87 (90% CI, 0,62-1,23) após ajuste para idade e terapia adjuvante.

Conclusão: Entre as pacientes com câncer de mama e limitado SLN metastático tratada de forma conservadora e terapia sistêmica, o uso da SLND isoladamente, em comparação com ALND não resultou em sobrevida inferior.

 

Inscreva-se

Informe aqui seu melhor e-mail.

Contatos

Rua 95, N. 159, Setor Sul
Goiânia - GO - CEP: 74083-100
(62) 3218-6188 - (62) 3524-6920